Logo USP

facebook

english

español

Professor do VRA é eleito presidente de recém-criada associação de Andrologia Animal

 Photograph Universal Images Group Limited Alamy

Foto: Universal Images Group

 

 

Professor do VRA é eleito presidente de recém-criada associação de Andrologia Animal

No dia 8 de abril, o professor Rubens Paes de Arruda, do Departamento de Reprodução Animal (VRA) da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da USP foi eleito presidente da Associação Brasileira de Andrologia Animal, criada na cidade de São Paulo.

Segundo Arruda, o principal papel da Associação é reunir profissionais com interesse em elevar a ciência no Brasil e auxiliar o desenvolvimento da área de Andrologia. “Nosso objetivo é aproximar as instituições de pesquisa com os profissionais das centrais de inseminação artificial e profissionais do campo, assim como proporcionar maior abertura e oportunidades para esses profissionais se manifestarem em um fórum técnico, por meio de eventos onde se discutam as reais necessidades da Andrologia Brasileira e se promova a padronização e a uniformização de técnicas laboratoriais utilizadas em Andrologia Animal,” explicou.

Arruda é Médico Veterinário, graduado pela Universidade Federal de Viçosa, atuou como pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e como pesquisador científico do Instituto de Zootecnia. Concluiu mestrado na área de Reprodução Animal, Doutorado na área de Patologia Experimental e Comparativa, ambos pela FMVZ. Realizou o Pós-Doutorado em Biotécnicas da Reprodução Animal na University of Califórnia, Davis, USA. Desde 1987, é professor no Departamento de Reprodução Animal da FMVZ-USP.  Sua linha de pesquisa engloba os aspectos fisio-endocrinológicos e patológicos do macho, técnicas de criopreservação de espermatozoides e embriões, de avaliação in vitro da fertilidade do sêmen, de reprodução assistida na espécie equina e biotécnicas aplicadas à andrologia (análises computadorizadas da motilidade espermática (Casa), microscopia de epifluorescência, citometria de fluxo e sexagem espermática) e também inclui os aspectos morfo-funcionais dos espermatozoides envolvidos com a fertilidade na fêmea. Foi nomeado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Colégio Brasileiro de Reprodução Animal (CBRA) para presidir a comissão responsável pela atualização do Manual de Procedimentos para Exame Andrológico, referente às Técnicas de Avaliação Espermática, e como membro das comissões para atualização dos Manuais de Procedimentos para Exame Andrológico, referentes à Avaliação Andrológica de Touros e de Garanhões.